Dicas

ALBUMINA

ALBUMINA

Você sabe o quanto o ovo contém de albumina? Sabia que albumina aumenta a massa magra, e leucina que ajuda a manter? Quando você pensa no consumo de proteínas, sei que pouca gente se lembra dele, mas o ovo é uma alternativa bastante saudável para repor os aminoácidos essenciais ao funcionamento do organismo. A proteína é de extrema importância para o nosso organismo, principalmente por sua função construtora e reparadora, que além de participarem da formação de hormonas, enzimas e anticorpos, afirma as nutricionistas.

Há variedade de opções no preparo do ovo como cozido, mexido ou em omeletas, além de conta a inclusão do ovo na dieta, que ainda ganha reforço de vitaminas, minerais e lipídios que presentes em grandes quantidades na gema. Mais de 50% da vitamina B2 do ovo está na clara, de fácil digestão e é ideal para quem treina e quer” desenvolver os músculos”, afirmam os especialistas. “Nunca coma ovos crus, prevenindo a salmonela que é uma bactéria que traz infeção ao intestinal. Para as que fazem desporto, o xodó é a albumina: esta proteína tem alto valor biológico, e excelente biodisponibilidade é facilmente aproveitada pelo organismo de fácil digestão.

A albumina possui os nove aminoácidos necessários para o processo de anabolismo que aumento de massa muscular, contribui para a regeneração de tecidos musculares, como: unhas, pele e cabelo, fazem crescer também os cabelos, revitaliza as funções orgânicas devido ao seu valor energético e impulsiona o sistema imunológico. A albumina está contida, principalmente, na clara. “A clara também dispõe de leucina, um aminoácido que ajuda a manter os músculos e diminui a massa gorda, ou seja, a gordura. A gema, por sua vez, é rica em ómega 3, gordura excelente para o cérebro, e estimula o equilíbrio da insulina com a glicose, mais um fator para regular a compulsão e a resistência insulínica, que é o maior fator de risco para a Síndrome Metabólica. Ela também age no combate da anemia. “O ovo combate não apenas a anemia por deficiência de ferro, mas também a chamada anemia perniciosa graças à presença de vitamina B 12″, dizem os nutricionistas. O consumo diário para que possa contar com estes benefícios são, idealmente, incluir ao menos um ovo (de galinha) por dia na sua alimentação. Mas não é só isto ele também tem maior quantidade de fósforo e ferro do que seu concorrente e só perde no requisito de vitamina A.

Já o ovo de codorniz é ainda muito mais rico em colesterol, comparado com o ovo de galinha. Saiba que, em cada 50 Gr que é o equivalente a cinco ovinhos, há 422 miligramas, Mas não é só isso ele também tem maior quantidade de fósforo e ferro do que o seu concorrente e só perde no requisito da vitamina A. Afirma as nutricionistas. Apesar de saber que a digestão é muito mais lenta do que o ovo, saiba que o ovo pode ser ingerido no jantar que é um ótimo substituto das carnes vermelhas principalmente entre as pessoas de idade mais avançada, e que tem dificuldade para mastigar. Mas a recomendação é o consumo de um ovo no café da manhã, porque ele faz saciar a fome e evita que o paciente fique beliscando a toda hora.



About the Author